Gostou do conteúdo? Ajude o fórum a crescer e se inscreva!


Fórum do Clubinho do Quit - Há quatro anos dividindo experiências!
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Horror]CreepyPasta e outros contos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Löwen
Member
avatar

Mensagens : 1153
Registro : 15/05/2010

MensagemAssunto: [Horror]CreepyPasta e outros contos   29/09/10, 12:06 pm

----------------------------------------------------------------------------
Antes de dar início ao tópico, vamos esclarecer algumas coisas:


*O que é?

Creepypasta é um site onde são postadas histórias de horror (bem como lendas urbanas) e imagens aterrorizantes. O site ganhou tanta fama, que o termo "creepypasta" passou a designar qualquer história curta que tenha algum "terror" postada na web.



*Eu também posso postar minhas histórias aqui?

Claro que sim. Este tópico será atualizado (isso se nao morrer) colocando assim,novas historias.

----------------------------------------------------------------------------------------

Eu inicialmente gostaria de inaugurar esse topico na sexta feira 13 (data repleta de supertições ligadas ao azar e ao terror) + realmente nao tive tempo de sequer entrar direito ao bj.Sempre que pudermos, atualizaremos para que não fique algo monótono. Também contamos com as postagens de nosso membros.




Postaremos aqui, não só lendas urbanas, como também conteúdos sinistros de jogos relativamente famosos, animes ou cartoons.

----------------------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------

A 1ª história é um caso clássico, muitos devem conhecê-lo, mas que não pode passar despercebido aqui. Trata-se do último boss de Earthbound (SNES), considerado uma das batalhas com maior carga emocional de todos os tempos, levando-se em consideração a plataforma em que o jogo roda.

A história do jogo é simples, um meteoro cai atrás da sua casa, de dentro dele sai um alien do futuro que conta que vários planetas estão sob controle de um alien malvadão chamado Giygas, e que ele tem que ser morto agora porque os poderes dele ainda não estão totalmente desenvolvidos.

"Claramente citado como a pura incorporação do mal e o destruidor universal do cosmo, Giygas é uma entidade alienígena que busca o mal pelo mal e a destruição pela destruição. Ele não somente usa um exército de aliens e UFOs na sua empreitada, como usa sua pesada influência de maldade para influenciar o coração das pessoas a fazerem o mal e o ajudarem nessa empreitada".

O jogo é bem longo e é praticamente baseado em graças e piadas. Você derrota inimigos engraçados, como "Big Pile of Puke" (grande pilha de vômito), um cachorro de diamante, entre outras coisas bizarras.

Até que você chega para matar o Boss, Giygas. Ao chegar no lar dele, você já se depara com uma coisa bizarra. Você está em um lugar orgânico, um corredor orgânico em meio à escuridão, e à sua frente, uma máquina chamada de Devil Machine. Andando até lá, você se depara com Pokey, um gordinho chato. Ele diz que o Giygas concentra tanto poder mau que sua mente e corpo físico foram completamente destruídos. Depois de uma luta com o Pokey, ele libera o Giygas da Devil Machine, e aí a luta começa. Não tem como descrever a luta final, mas é uma coisa arrepiante, MUITO evoluída emocionalmente para um jogo de SNES. Só vou deixar alguns vídeos pra mostrar a luta completa.

http://www.youtube.com/watch?v=9gbG_gzgyJI&feature=player_embedded

http://www.youtube.com/watch?v=tcaErqaoWek&feature=player_embedded

Então, se viram os vídeos, sabem porque ainda é considerado um dos vilões mais controversos da história dos videogames. Outra citação do mesmo cara no outro fórum: "Se não bastasse isso, esse inimigo não possui uma forma definida, sendo apresentado apenas como uma mancha disforme. Representou um dos combates mais épicos do mundo dos games, vencido não pela estratégia e força física e sim pela FÉ, tamanha sua "maldade".

A segunda parte de sua música tema é também uma das mais controversas da história dos games, assim como o fato de carregar teorias macabras de que ele na verdade seria fruto de uma mente insana, nascido de um estupro e que o caminho percorrido pelos heróis antes de enfrentá-lo levam na verdade a uma vagina, fazendo com que enfrentem um BEBÊ, um Giygas ainda não maligno, no passado, que claramente não sabe se defender.

Referência: http://forum.jogos.uol.com.br/Giygas--O-boss-mais-tenso-de-todos-os-jogos-da-historia_t_184231

--------------------------------------------------------------------------------
--------------------------------------------------------------------------------



"Amiga minha que morava no interior, resolveu mudar pra São Paulo. Arrumou um emprego, alugou um apezinho e começou a tocar a vida. Com poucos amigos na cidade e sem uma FGTS, resolveu ir pra balada se divertir. Foi em uma dessas baladas na Vila Madalena, com bandinha e pista. Dançou e bebeu bastante. Aproveitando que tava solteira, arrumou um “gatinho” e beijou ele durante o resto da noite, trocaram telefones e usaram aquela frase besta: “eu te ligo”. Durante a semana, minha amiga percebeu uma inflamação no canto da boca e pensou que podia ser o conhecido sapinho. Foi no médico esperando tomar o bom e velho nistatina. Foi examinada, e o médico pergunta: “Você tem uma vida sexual ativa?” Ela rapidamente diz que não e o médico pergunta se ela tem o contato da última pessoa com quem ela teve relações. Ela diz que sim e o médico sai da sala. Naquele instante vários pensamentos passam pela cabeça dela, inclusive doenças mortais. Uma hora depois o médico volta acompanhado de um senhor de terno. “Já era”, é só o que ela pensa. O homem de terno se apresenta: “Boa tarde, eu sou o delegado Silveira (imagina que é esse nome)”. Ela entra em pânico e o delegado pede o telefone do sujeito que ela havia beijado, em total desespero ela pergunta o motivo. E a desgraça começa. Você tem uma bactéria rara, que só existe em cadáveres (sim, cadáver) e em quem pratica a necrofilia. Como você veio ao médico por vontade própria, achamos que você não gosta de gente morta”. A coitada só chorava e tremia, tirou o celular do bolso, anotou o nome e telefone do sujeito e entregou ao delegado.
Resultado: invadiram a casa do sujeito e o encontraram praticando atos sexuais e mais dois corpos “esperando” o ato.
Cadeia nele e ela nunca mais beijou ninguém até hoje."

---------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------



O próximo caso não é bem uma história de terror. É uma teoria (que muitos devem conhecer) sobre o seriado Pokemon. Ela afirma que Ash está em coma desde o primeiro episódio da série e dá uma explicação psicológica a vários episódios do Anime.

Antes um aviso, se você não quiser destruir a imagem de "Pokemons" que você tem, não clique no link abaixo. O link contém spoilers:

http://raphs-world.blogspot.com/2010/03/teoria-do-ash-em-coma.html

---------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------

"Em Berlim, após a Segunda Guerra Mundial, havia pouco dinheiro, os suprimentos estavam acabando, e parecia que todos estavam com fome. Nesse período, as pessoas contavam uma história que uma jovem moça que viu um cego andando dentre uma multidão. Os dois começaram a conversar. O homem perguntou se ela poderia fazer um favor para ele: "Pode entregar essa carta para o endereço que está escrito no envelope?" Bom, o lugar era caminho para sua casa, então ela concordou. Ela começou seu caminho para entregar a mensagem, quando ela se virou para ver se tinha mais alguma coisa que o cego queria ela percebeu que ele estava correndo pelas pessoas sem seus óculos escuros e bengala. Ela então, naturalmente, achou suspeito, então foi para a polícia. Quando a polícia foi visitar o endereço, eles fizeram uma descoberta repugnante, três açougueiros estavam pegando carne humana e vendendo para as pessoas famintas. E o que estava escrito na carta que o homem deu à moça? Uma nota, dizendo apenas: "Esse é o último que eu mando para vocês hoje."

---------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------

A Estátua :

A alguns anos atrás, uma mãe e um pai decidiram tirar um descanço, então eles sairam para jantar na cidade. Eles chamaram sua babá de mais confiança. Quando a babá chegou, as duas crianças já estavam durmindo. Então a babá se sentou perto delas e verificou se tudo estava bem. Mais tarde nessa noite ela ficou com tédio e foi ver TV, mas ela não conseguiu ver na sala porque não havia TV a cabo (os pais não queriam que as crianças ficassem vendo lixos na TV). Então ela ligou para os pais e perguntou se ela poderia ver TV no quarto de casal. Obviamente, os pais permitiram, mas a babá tinha um pedido final.... ela perguntou se poderia cobrir a estátua do palhaço que estava no quarto das crianças com alguma toalha ou cobertor, porque ele a deixava nervosa. O telefone ficou em silência por um momento, e o pai que estava no telefone com a babá falou, "..Leve as crianças para fora de casa agora... nós estamos chamando a polícia. Não temos nenhuma estátua de palhaço."

A polícia achou os três corpos dos ocupantes da casa mortos depois de cinco minutos da chama.

Nenhuma estátua foi encontrada.

--------------------------------------------------------------------------------
--------------------------------------------------------------------------------

A Menina e seu cachorro:


Uma pequena garota estava sozinha em casa com seu cachorro para a proteger. Quando a noite chegou, ela trancou todas as portas e tentou trancar todas as janelas mas uma se recusava a fechar.

Ela decidiu deixar a janela destrancada e então foi para cama. Seu cachorro tomou seu lugar de costume em baixo da cama.

No meio da noite ela acorda por causa de um som de gotas vindo do banheiro. A menina está muito assustada para ir ver o que era então ela estendeu sua mão para baixo da cama. Ela sentiu a lambida de seu cachorro e então voltou a dormir. Ela acorda novamente por causa do som das gotas, estende sua mão para baixo da cama, sente a lambida de seu cachorro e volta a dormir. Mais uma vez ela acorda, estende a mão e sente a lambida.

Agora curiosa sobre o som das gotas, ela se levanta e lentamente anda até o banheiro, o som dos pingos foi ficando mais alto de acordo que ela ia se aproximando. Ela chega no banheiro e liga a luz. Ela é recebida por um horrível sinal; pendurado no chuveiro estava seu cachorro com a garganta cortada e o sangue caindo na banheira.

Alguma coisa no espelho do banheiro chamou sua atenção e ela virou. Escrito no espelho com o sangue de seu cachorro estavam as palavras "HUMANOS TAMBÉM SABEM LAMBER"

-----------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------

SUICIDE MOUSE:


Este é um vídeo raro, sinistro, nunca lançado oficialmente. Nele aparece o Mickey, andando cabisbaixo, com um cara depressiva, passando em looping por 6 prédios, enquanto toca uma música sinistra no piano. O vídeo original tem 9:04. Essa versão é sem o final.

O som fica chiado e, aos 1:49, a tela fica preta. Quando volta, aos 2:40, o som muda pra choro, murmúrios e gritos desesperados. O vídeo começa a ficar distorcido. Aos 4:40 o som começa a ficar com uma voz grossa e tem coisas que parecem estarem passando atrás da imagem.

Depois, aos 5:15, o choro se transforma em grito de dor. Cores aparecem, o filme fica com um fundo obscuro. 6:18. O Mickey fica sem o rosto. Volta uma música estranha, diferente da do início.

O fim desse vídeo é desconhecido. Segundo o relato da descrição, duas pessoas estavam assistindo o vídeo, mas Leonard Maltin não aguentou e saiu, deixando um funcionário pra fazer anotações de tudo, até o último segundo.

O cara que estava assistino falo 7x "o verdadero sofrimento não é conhecido" dae ele pega a arma do segurança e se mata.dae no final tem um trecho de um texto russo onde aparece assim "as visões do inferno conduzem os telespectadores para ele".

Vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=ZgWPbnwsIeE&feature=player_embedded

Ps: o video e meio tenso,caso nao queira estragar sua infancia NAO VEJA =]

-----------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------

Um jovem empresário, em uma viagem de negócios passa por uma estrada, cai a noite e ele para na frente de um hotel. Decidindo que seria mais seguro não dirigir de noite em rodovias sem iluminação, decide passar a noite no hotel. Ele se dirige ao balcão e é prontamente atendido por uma simpática garota, que lhe dá a chave do último quarto do corredor.

Quando está no caminho para seu quarto, ele nota que de frente para o seu, há um quarto sem marcação (número). Com curiosidade ele olha pela fechadura do quarto e vê uma mulher extremamente pálida de costas para a porta, olhando para a janela. Sem nada estranhar ele vai dormir. No outro dia ele acorda e resolve olhar de novo, e tudo que vê é vermelho. Ele logo pensa "provavelmente a mulher notou que eu estava olhando e colocou algo vermelho para bloquear a fechadura. Depois, não aguentando a curiosidade, ele, quando já está saindo do hotel, pergunta à garota que fica no balcão:

"Quem é aquela mulher do quarto à frente do meu?"

A garota olha surpresa, e responde:

"Naquele quarto, uma vez, ficou uma família. O pai assassinou a mulher e os filhos, se matando depois. E a característica mais marcante era que eles tinham todo o corpo branco, exceto pelos olhos que eram vermelhos."

----------------------------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------

Um velho homem estava sozinho em um caminho escuro. Ele não tinha certeza para qual direção ir, e ele havia se esquecido para onde estava indo e quem ele era. Ele se sentou por um momento para descançar as pernas, quando derrepente ele olha para cima e vê uma mulher a sua frente. Ela sorri com malícia e cantarola a pergunta: "Agora seu terceiro desejo. O que vai ser?"

"Terceiro desejo?" O homem estava em confuso. "Como posso ter um terceiro desejo se eu não tive nem o primeiro nem o segundo?"

"Você já teve seus dois desejos," a bruxa falou, "mas seu segundo desejo foi para que eu retornasse tudo como era antes de você fazer seu primeiro pedido. É por isso que você não se lembra de nada; porque tudo está do jeito que era antes de qualquer desejo."

Ela atiçou o pobre homem. "Então você tem um desejo sobrando."

"Tudo bem," falou, "Eu não acredito nisso, mas não tem nada de mal em desejar. Eu desejo saber quem eu sou."

"Engraçado," falou a mulher enquanto completava a magia e desaparecia. "Esse foi o seu primeiro desejo."

----------------------------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------

A Garota na Fotografia

Em um dia na escola, um garoto chamado Bruno estava sentado em sua classe durante a aula de matemática. Faltavam seis minutos para a aula terminar. Enquanto ele fazia os exercícios, uma coisa chamou sua atenção.

A carteira dele era ao lado da janela, ele se virou e olhou para o pátio do lado de faro. Tinha algo que parecia uma foto jogado no chão. Quando a aula acabou, ele correu até o lugar que ele tinha visto a foto. Ele correu o mais rápido que podia para que ninguém pegasse ela antes dele.

Ele pegou a foto e sorriu. Na foto havia a imagem da garota mais linda que ele tinha visto. Ela tinha um vestido apertado e uma sandália vermelho, seu cabelo era ondulado e sua mão direita tinha um sinal de "V" formado com os dedos indicador e médio.

Ela era tão linda que ele a quis conhecer, então ele percorreu toda a escola perguntado para todos que passavam se alguém já tinha visto aquela garota. Mas todos respondiam "Não". Ele estava arrasado.

Quando chegou em casa, ele perguntou para sua irmã mais velha se ela a conhecia, mas infelizmente ela também disse "Não." Já era tarde, Bruno subiu as escadas, colocou a foto na cabeceira de sua cama e dormiu.

No meio da noite Bruno foi acordado por um barulho na janela. Era como uma unha batendo. Ele ficou com medo. Após as batidas ele ouviu uma risadinha. Ele viu uma sombra próxima a sua janela, então ele saiu da cama, ele andou até a janela, abriu e procurou pelo lugar que vinha a risada, não havia nada e a risada parou.

No dia seguinte ele foi perguntar para seus vizinhos se eles conheciam a garota. Todos falaram "Desculpe, não.". Ele perguntou até mesmo para sua mãe assim que ela chegou em casa. Ela disse "Não.". Ele foi para o quarto, colocou a foto na cabeceira e dormiu.

Novamente ele foi acordado pelas batidas na janela. Ele pegou a foto e seguiu as risadinhas. Ele saiu desceu as escadas, seu de casa pela porta e foi atravessar a rua quando de repende foi atingido por um carro. Ele estava morto com a foto em suas mãos.

O motorista do carro saiu e tentou ajudar, mas era tarde demais. Derrepente o motorista vê uma fotografia e a pega.

Ele vê uma linda garota com três dedos levantados.

-----------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------

Espelhos

Um trovão clareia a madrugada fora de sua janela, por um segundo você imagina diversos rostos em desespero no seu espelho, decidindo que tal coisa não pode ser verdade, ele simplesmente vira e dorme.

No outro dia ele decide se livrar de todos espelhos da sua casa, devido à horrível experiência da noite anterior, todos espelhos reunidos ele os joga fora. No dia seguinte ele acorda e há um bilhete na cabeceira da sua cama, e ele diz:

''Por favor traga os espelhos de volta, nós gostamos de te ver dormir."

-----------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------

Quando criança, eu era muito quieto, e minhas conversas com outras pessoas sempre acabavam de modo estranho. Por causa disso, eu preferi crescer sozinho. O que provavelmente pode explicar minha estranha obcessão por bonecos, sendo adulto como sou. Eles nunca falam. Apenas olham. Tenho até que admitir, ficar sozinho em um apartamento cheio de bonecos pode ser pertubador em alguns momentos.

De qualquer jeito, namoro uma garota a dois anos. Ela entende meu vicio, mas como são muitos, ela provavelmente vá se chocar na primeira vez que os ver.

Essa noite, ela estava mais que ansiosa para ver minha casa. De acordo que iamos aproximando da porta, ela qual não conseguia se controlar de vontade de entrar, então sem mais delongas, eu abri a porta. "Sinta-se em casa." Falei para ela, "Está meio bagunçada, mas é mais confortável do que parec--" sua cara estava em choque, em absoluto terror ela começa a gritar.

Eu tentei acalmar ela, mas só piorava. Eu não sabia o que fazer, será que ela tinha medo dos meus bonecos? "Eu entendo que é meio estranho, mas é tão horrível assim?" Dei uma olhada rápida pela casa e não tinha nada de mais. Eu tinha de fazer ela relaxar, os vizinhos começaram a aparecer. Com um impulso rápido a puxei para dentro de meu apartamento enquanto tentava convencela. Seus gritos só ficavam mais altos. Nesse momento, eu não tinha mais escolhas a não ser colocar minha mão em sua boca. Ela me fitava em terro com lágrimas escorrendo por sua face. Eu me virei e todos os outros também estavam me encarando.

...

Estou sozinho novamente. Eu coloquei o boneco dela na prateleira de cima sobre todas as outras que eu já namorei. Seu olhar me fez ficar depressivo, então a virei para a parede até que eu conseguise superar isso.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Bem, o que relatarei aconteceu com uma ex professora minha de faculdade, aliás, pessoa que tinha uma visão muito abrangente e clara dos fenômenos que abrangem a pluralidade das existências. Esta minha professora sempre teve muita dificuldade para engravidar, chegando a fazer tratamentos diversos, mas nunca conseguiu, Até certo dia...

Nos idos anos 90, ela descobriu-se grávida, fato confirmado em exame de sangue, logo nas 8 primeiras semanas gestacionais... A gestação trouxe muita alegria a ela e ao marido, mas trouxe junto um receio, um medo do tesouro tão esperado ser perdido devido às complicações naturais das gestações de maior risco.

Devido este medo, apenas seu esposo e sua mãe ficaram sabendo da gravidez, e se comprometeram a guardar segredo até que esta estivesse difícil de esconder, devido ao crescimento uterino; porém, às vezes a vida prega surpresa. Duas semanas após, ocorreu o tão terrível abortamento, que foi um duro golpe para sua família...

Após 18 meses, eles foram agraciados com uma nova gestação, que graças a Deus foi a termo, e originou uma menina linda, de nome Ana Júlia.

Um belo dia, no momento com 6 anos de idade, a Ana chega para minha professora, e diz:

- Mamãe, você teria tido outro filho antes de mim, né?

A minha professora ficou bastante surpresa, afinal combinara com todos para que o assunto fosse enterrado, tamanha fora sua dor e decepção, e não queria que sua pequena soubesse desse tipo de assunto tão cedo, e assim, tentando descobrir quem era o (a) linguarudo (a), pergunta:

- Quem te disse isso, Aninha?

E a pequena responde:

- Ninguém, mamãe... Não vim naquele momento porque eu não estava pronta.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Verdades (e algo mais) sobre "Contos de Fadas".


Branca de neve


Na história original da Branca de Neve, a "madrasta malvada" (que em algumas versões não é madrasta e sim sua mãe original) não cai de um penhasco como é mostrado no final do filme da Disney. Ela na verdade é forçada a vestir sapatos de ferro em brasa e dançar até cair morta. Outra bizarrice nessa história é a idade da branca de neve. Na versão dos Irmãos Grimm ela tem apenas sete anos, ou seja, príncipes pedófilos eram normais naquela época. E ao invés de dar um "beijo de amor", o principie carrega o CORPO MORTO (ou adormecido, se vocês quiserem) da branca de neve para seu palácio, para que assim ela estivesse sempre com ele (isso pode ser considerado um tipo de necrofilia?). Depois de algum tempo, um de seus servos, cansado de ter que carregar um caixão de um lado pro outro, resolve descontar suas frustrações dando uma baita SURRA na branca de neve. Um dos golpes desferidos no estômago faz com que ela vomite a maçã envenenada e assim volte à vida.
Mas de todas as mudanças feitas através dos anos, a mais sangrenta foi em relação ao coração da Branca de Neve. Nas histórias mais antigas a rainha não pedia ao caçador para trazer só ele. Ela queria também outros órgãos principais como pulmão, fígado etc... fora isso ela também queria um jarro com seu sangue (acho que o caçador precisou mais que um cervo pra resolver isso). Vocês devem estar perguntando: "pra que tudo isso?". Simples, ela queria JANTAR a branca de neve! Bizarro não!?




A Bela Adormecida

Essa sim tem um passado bizarro. Nas primeiras versões, ao invés de espetar o dedo numa agulha e cair desacordada, a bela adormecida tinha uma "farpa" encravada debaixo da unha. Parece uma mudança pequena, mas ela nos leva ao ponto que realmente importa. Nessa mesma versão, o príncipe não é tão encantado assim, e resolve, digamos... se satisfazer na bela ainda adormecida. Depois de satisfeito, ele simplesmente vai embora (o Budd do Kill Bill não foi tão inteligente e acabou morto). Nove meses depois, a adormecida dá luz a gêmeos que, em busca de leite acabam acidentalmente chupando o dedo dela, retirando assim a farpa amaldiçoada.

E a coisa não para por ai, o príncipe que a engravidou (estuprou) continuou voltando (se é que vocês me entendem) durante os nove meses. Quando ele chegou lá e encontrou a bela, já não mais adormecida e com duas crianças, ele decidiu se casar com ela (pelo menos isso, né?), mas ele não poderia levá-la ao seu castelo, pois sua mãe era uma OGRA! (o feminino de ogro é ogra?) que tinha o habito de comer qualquer criança que aparecesse em seu caminho.

Por isso ele esperou alguns anos até que seu pai morresse e ele virasse rei para aí então poder levar sua mulher para seu reino. E assim aconteceu, mas na primeira viagem que ele fez, sua mãe ogra resolveu fazer o que todo ogro tem que fazer: comer seus dois netos, e não satisfeita, também sua nora. Mas, com a ajuda do cozinheiro a bela acordada conseguiu se esconder até o retorno de seu marido (rei “half-ogro”), que quando ficou sabendo dos planos de sua mãe (ogra) mandou mata-la. Bunito né!?

Em outras versões, o príncipe na verdade já era rei, e a mãe ogra era a esposa do rei, o resto é bem parecido. A esposa ciumenta quer, como vingança, comer (no sentido alimentício) os dois filhos bastardos do rei, mas acaba sendo descoberta e é queimada viva numa fogueira. Moral da história, se você encontrar uma mulher desmaiada num bosque, se divirta e não volte nunca mais; ou, se você for uma ogra, não tente comer seus netos; ou ainda, se vocês for uma mulher adormecida no meio do bosque, use cinto de castidade, ou ainda, não espete seu dedo numa agulha amaldiçoada!

Eu podia ficar nisso o resto da semana...




Cinderela

Esse é um dos contos de fadas mais antigos já registrados, e com a maior quantidade de variações também (+ou-700). Algumas versões envolvendo um peixe gigante no lugar da fada madrinha datam de 850AD! Em outras histórias a fada madrinha é na verdade uma árvore que nasce sobre o túmulo da mãe da Cinderela.

Uma das modificações mais brutais ocorre no momento em que as irmãs malvadas tentam calçar os sapatos de cristal para enganar o príncipe, numa versão bem bizarra da história, uma delas CORTA fora seus dedos do pé para vestir o sapatinho e assim enganar o príncipe. Mas ela é desmascarada pelos pássaros amigos da Cinderela, que mostram ao príncipe o sangue escorrendo pelos sapatinhos, e depois, como vingança, arrancam os olhos das duas irmãs que terminam suas vidas cegas e mancas.

Há ainda uma outra versão (na verdade, ela é tão diferente que alguns nem a consideram como uma versão e sim um tipo de CINDERELLA ORIGINS) onde a cinderela era filha de um rei viúvo (algumas vezes a própria Cinderela foi quem matou a mãe) que jurou nunca mais se casar, a não ser que encontre uma mulher tão bela quanto a falecida esposa, que tivesse os cabelos cor de ouro, e que conseguisse calçar os mesmos sapatos da finada (fetiche por pés sacou!?). Acaba que sua filha (cinderela) preenche todos os requisitos, como 2 e 2 são 4, nada mais lógico que ele se casar com a própria filha.

Ela, por sua vez, na tentativa de fugir do casamento com seu próprio pai velho, barrigudo e incestuoso, foge pelo mar num armário de madeira (eu também achei estranho mais fazer o que, os caras eram criativos oras), no final ela consegue fugir, mas acaba do outro lado do mundo trabalhando como escrava na casa das irmãs malvadas, e daí pra frente começa a historia que vocês conhecem.




João e Maria

Essa por si só já é assustadora, afinal, um pai que larga os filhos na floresta para morrer de fome não é lá o tipo de coisa que se lê para crianças certo!? Mas, numa versão mais antiga, a madrasta má, que pressiona o marido a lagar seus filhos na floresta, e a bruxa má são a mesma pessoa. Achei isso bem esquisito, mas as duas personagens tem personalidade bem similar. Outra alteração feita durante os anos foi com relação à própria bruxa que, em certa versão da história, na verdade é um casal de demônios, e ao invés de cozinhar João, eles querem estripa-lo num cavalete de madeira.

Quando o demônio "macho" sai para uma caminhada, a "demônia" manda Maria ajudar João a subir no cavalete, assim, quando seu marido voltar, tudo já estaria preparado. A esperta Maria finge não saber como colocar João deitado e pede para a "demônia" mostrar como se faz. Quando ela deita no cavalete, João e Maria a amarram ela e rapidamente cortam sua garganta. Depois fogem levando o dinheiro e a carroça do pobre casal de demônios.




Chapeuzinho Vermelho


A história atual todos nós conhecemos: chapeuzinho vermelho, lobo mau, vovozinha e lenhador... Não preciso explicar certo!? Mas, na história original o lenhador não existe, na verdade a chapeuzinho e sua vovó são devoradas e pronto, parou por ai, nada de final feliz aqui.

Em outra versão ainda mais antiga, a chapeuzinho faz um strip-tease pro lobo (que as vezes era representado por um lobisomem ou um ogro) para assim poder fugir enquanto ele esta "distraído". Existe ainda uma versão mais bizarra ainda da história, onde o lobo estripa a vovó e obriga a chapeuzinho a jantá-la com ele. A chapeuzinho, que não é besta, diz que precisa ir ao banheiro (que naquela época ficava do lado de fora das casas) e fugia. Percebam que, em todas as versões que citei, o lobo sempre se dá bem no final, de uma forma ou de outra.




O Flautista de Hamelin

Nessa historia, um tocador de flautas mágico é contratado por uma cidade para livra-la de uma infestação de ratos. Ele cumpre seu papel, mas quando volta para receber seu tão suado dinheirinho, a cidade se recusa a pagar. Daí, como vingança, ele usa os poderes de sua flauta para raptar todas as crianças da cidade e só as devolve após receber seu pagamento. Até aqui tudo bonito, mensagem positiva e uma moral no fim da historia. Mas, o conto original não é bem assim, nele, o encantador não devolve as crianças depois de receber da relutante cidade. Na verdade ele faz com que elas todas se afoguem num rio. E, em algumas versões ainda mais antigas, há referencias a pedofilia em massa dentro de uma caverna escura.




A pequena sereia

A grande diferença nesse conto está em seu final. Ao invés de se casar com o príncipe e viver feliz para sempre, a pequena sereia na verdade é abandonada por ele logo após ela beber a poção mágica que lhe transforma em mulher. Mas, como tudo tem seu preço, a poção tem um pequeno efeito colateral: durante o resto de sua vida a pequena ex-sereia iria sentir uma dor tremenda nos pés, como se eles estivesse pisando constantemente em facas. Vendo a traição, alguém (juro que não consegui descobrir quem) oferece um punhal para que ela tenha sua vingança. Mas, ao invés disso, ela pula no mar e "morre" se dissolvendo em espuma. Bom, comparado com a chapeuzinho vermelho, essa é até bem tranqüila
----------------------------------------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Agora para finalizar uma em ingles...Quem nao sabe ler em ingles dps eu posto a traduçao desse aqui..:

A Mother's Love
One afternoon, a couple was traveling on by car when at a far distance they saw a woman in the middle of the road, waving frantically.

The wife told her husband to keep on driving because it might be too dangerous, but the husband decided to pass by slowly so he wouldn't stay with the doubt on his mind of what might have happened and the chances of anyone being hurt. As they got closer, they noticed a woman with cuts and bruises on her face as well as on her arms. They then decide to stop and see if they could be of any help.

The cut and bruised woman was begging for help telling them that she had been in a car accident and that her husband and son, a new born baby, were still inside the car which was in a deep ditch. She told them that the husband was already dead but that her baby seemed to still be alive.

The husband that was traveling decided to get down and try to rescue the baby and he asked the hurt woman to stay with his wife inside the their car. When he got down he noticed two people in the front seats of the car but he didn't pay any attention to it and took out the baby quickly and got up to take the baby to it's mother. When he got up, he didn't see the mother anywhere so he asked his wife where she had gone. She told him that the woman followed him back to the crashed car.

When the husband went back to look for her, he noticed that clearly the couple in the front seats were dead, one of whom was unmistakeably the woman who had flagged them down.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Depois da aula eu posto outras de pokemon e etc Sim



Este tópico é uma cópia dos de mesmo nome nos fóruns de Grand Chase e Baixaki Jogos. Coletânea e tradução feitas pelo usuário Sama.


Última edição por LeonLöw. em 29/09/10, 09:45 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Joam
Admin


Mensagens : 2292
Registro : 18/01/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   29/09/10, 12:56 pm

Copiou legal hein?

Põe fonte ou muda a parada ._.'

Eu já tinha lido quase todas, a do "humans can lick too" é tensa(humanos podem lamber também) xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Minato Arisato
Member
avatar

Mensagens : 430
Registro : 13/01/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   29/09/10, 01:33 pm

Caraca que medo daquela "Humanos tambem sabem lamber".. o_o
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lililla
Member
avatar

Mensagens : 253
Registro : 02/01/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   29/09/10, 02:20 pm

Maldita hora que eu li "Humanos também sabem lamber", vou me assustar toda vez que minha cachorra for me lamber. FUUUUU
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ridrick
Member
avatar

Mensagens : 1103
Registro : 07/04/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   29/09/10, 02:36 pm

LeonLöw. escreveu:

A Menina e seu cachorro:


Uma pequena garota estava sozinha em casa com seu cachorro para a proteger. Quando a noite chegou, ela trancou todas as portas e tentou trancar todas as janelas mas uma se recusava a fechar.

Ela decidiu deixar a janela destrancada e então foi para cama. Seu cachorro tomou seu lugar de costume em baixo da cama.

No meio da noite ela acorda por causa de um som de gotas vindo do banheiro. A menina está muito assustada para ir ver o que era então ela estendeu sua mão para baixo da cama. Ela sentiu a lambida de seu cachorro e então voltou a dormir. Ela acorda novamente por causa do som das gotas, estende sua mão para baixo da cama, sente a lambida de seu cachorro e volta a dormir. Mais uma vez ela acorda, estende a mão e sente a lambida.

Agora curiosa sobre o som das gotas, ela se levanta e lentamente anda até o banheiro, o som dos pingos foi ficando mais alto de acordo que ela ia se aproximando. Ela chega no banheiro e liga a luz. Ela é recebida por um horrível sinal; pendurado no chuveiro estava seu cachorro com a garganta cortada e o sangue caindo na banheira.

Alguma coisa no espelho do banheiro chamou sua atenção e ela virou. Escrito no espelho com o sangue de seu cachorro estavam as palavras "HUMANOS TAMBÉM SABEM LAMBER"


Por algum motivo eu ri quando li: "HUMANOS TAMBÉM SABEM LAMBER"

Agora fiquei com medo de mim mesmo.

O_O
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
†Sans؆
Member
avatar

Mensagens : 1006
Registro : 02/02/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   29/09/10, 05:04 pm

ficou muito legal
vc acabou de me dar a ideia para minha prova de flash
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Löwen
Member
avatar

Mensagens : 1153
Registro : 15/05/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   29/09/10, 06:42 pm

Tópico arrumado

Agora a do pokemon red e green

Não tá com uma tradução muito boa, mas dá pra entender

_____________________________

Durante os primeiros dias do lançamento de Pokémon Red e Green no Japão, já em fevereiro 27, 1996, um pico de mortes apareceram na faixa etária de 10-15.

As crianças eram geralmente encontradas mortas por suicídio, geralmente por enforcamento ou saltarem de alturas. No entanto, alguns foram mais estranhos. Os poucos casos registados, crianças que começaram a serrar os seus membros, outros furando o rosto dentro do forno, e batendo em seu próprio punho, empurrando os próprios braços para baixo da garganta.

As poucas crianças que estavam salvas antes de se matarem a si mesmos apresentaram comportamento esporádico. Quando perguntado por que eles estavam a magoarem se a eles próprios, só responderam em gritos e arranhavam os seus próprios olhos. Quando mostraram o que parecia ser a conexão com esta atitude, o gameboy, eles não tiveram nenhuma resposta, mas quando combinado com qualquer Pokemon vermelho ou verde, os gritos continuavam, e eles faziam o possível para sairem da sala.

Esta suspeita das autoridades em relação aos jogos, de alguma maneira, tinha uma conexão com estas crianças e as mortes. Era um caso estranho, porque muitas crianças que tinham os mesmos jogos não apresentaram esse comportamento, mas apenas alguns. A polícia não teve escolha, senao perseguir estes comportamentos, uma vez que eles não tinham outras pistas.

Coletando todos os cartuchos dessas crianças tinha comprado, eles mantinham selada como uma forte evidência para verem mais tarde. Eles decidiram que a primeira coisa a fazer era conversar com os próprios programadores. A primeira pessoa que encontrei foi o diretor dos jogos originais, Satoshi Tajiri. Quando falaram das mortes ao redor dos seus jogos, ele parecia um pouco apreensivo, mas nao admitiu nada. Ele levou os para os programadores principais do jogo, as pessoas responsáveis pelo conteúdo.

Os detetives encontraram Takenori OOTA, um dos principais programadores do jogo. Ao contrário de Satoshi, ele não parece preocupado, mas muito conservado. Explicando que era impossível usar algo como um jogo para fazer as mortes, e também levar ao ponto em que nem todas as crianças foram afetadas, encarou como uma espécie de estranha coincidência ou a histeria em massa. Parecia que ele estava escondendo algo, mas ele não estava cedendo. Finalmente, ele disse algo interessante.

Takenori tinha ouvido um boato por aí que a música para Lavender Town, um dos locais no jogo, tinha deixado algumas crianças doentes. Foi só um boato, e não tinha definido real back-up, mas ainda era algo para voltar a investigar.

Dirigiu os detetives a Junichi Masuda, compositor da música da série. Masuda também tinha ouvido falar desses rumores, mas, novamente, disseram não ter evidências de que sua música era a causa. Mesmo para provar a eles, ele tocou a música exata do jogo e nao houve efeitos através de ninguém, nem aos detetives nem ao Masuda si mesmo, sentindo algo diferente ou estranho. Embora eles ainda tinham as suas suspeitas de Masuda e da música da cidade de Lavender, parecia que tinha chegado um outro beco sem saída.

Voltando aos cartuchos que haviam tomado das casas das crianças, eles decidiram ter um olhar um pouco mais direto com os jogos. Eles sabiam que era estes jogos que dão às crianças a efeitos adversos, assim que tomou o cuidado extremo. Saltando no cartucho e transformar o console, a tela do jogo iniciado. A tela de título aparecer, ea opção de continuar ou criar um novo jogo apareceu.

Quando eles decidiram continuar o jogo, estatísticas de que o jogo apareceu. Eles viram os nomes das crianças que tinham jogado, normalmente vermelho ou outro nome simples. No entanto, a única coisa interessante foi o tempo jogado eo número de Pokemon que eles possuíam. Em cada jogo, o tempo foi muito baixa, e todos eles tinham apenas um único Pokemon no seu inventário. Eles vieram para a realidade impressionante que ele não poderia ter sido a música da cidade de Lavender que causou tais efeitos adversos nas crianças, já que era impossível chegar a essa parte do jogo em pequena quantidade tal de tempo e com apenas um Pokemon em seu inventário. Isso trouxe à conclusão de que algo no início do jogo tinha que ser a causa.

Se não era a música, nem a tela de título, tinha que ser algo dentro dos primeiros minutos do jogo em si. Eles não tinham escolha a não ser desligar o jogo agora e voltar para os programadores. Pedindo uma lista de todos os programadores de Takenori, encontraram, surpreendentemente, que um dos programadores tinham cometido suicídio logo após o jogo foi lançado. Seu nome era Chiro Miura, um programador muito obscura que tinha desde muito pouco para o jogo. Ainda mais interessante, ele havia solicitado o seu nome não aparece nos créditos do jogo, e assim não foi.

Olhando sobre as evidências encontradas no apartamento Chiros, eles encontraram muitas notas escritas no marcador em negrito. A maioria do que foi encerrado, ou marcados fora, o que torna muito difícil de ler. Eles algumas palavras que poderiam encontrar na bagunça Não foi entrar, ver e vir me siga em negrito. Os detetives tinham certeza que estes significava, mas sabia que tinha que ter uma conexão. Além disso a pesquisa, eles descobriram Chiro foi uma boa amizade com um dos criadores do mapa, Kohji Nisino, e esta foi provavelmente a única razão Chiro tinha dado uma parte em fazer o jogo.

Kohji Nisino, desde o lançamento do jogo, tinha se trancado em seu apartamento, quase não deixando no escuro da noite para ir buscar qualquer coisa que possa precisar. Ele disse aos seus amigos e familiares que estava de luto por seu querido amigo Chiro, mas didnt acreditar, pois tinha Nisino trancou-se no dia do jogo foi colocada nas lojas, poucos dias antes de Chiro havia se matado.

Foi preocupante, mas as autoridades finalmente convenceu Nisnino para se sentar e falar com eles. Ele olhou como se ele não haviam dormido em dia, anéis escuros sob seus olhos. Ele horrível, as unhas tinham crescido em preto e seu cabelo era gordurosa, que adere a testa eo pescoço. Ele falou em gagueja e sopros, mas pelo menos ele tinha algo a dizer.

Quando perguntado se ele sabia alguma coisa sobre as crianças que morreram após a exposição do jogo e se tivesse qualquer ligação com o jogo, ele lhes respondeu, aparentemente com cuidado, escolhendo as palavras cuidadosamente antes de responder. Disse-lhes que o seu amigo Chiro teve uma idéia interessante com o jogo, algo que ele queria tentar desde que ouviu o projeto foi iniciado. Nisino se sabia Takenori, o director e programador principal, por um longo tempo, então ele poderia facilmente ter um programador medíocre no projeto com um pouco de persuasão. Parecia Chiro tinha convencido Nisino para buscá-lo em no projeto, e que havia trabalhado.

Os detetives sabia que eles estavam em alguma coisa. Este programador desconhecido obscuro, Chiro, tinha que ter algo a ver com isso, alguma coisa ... Eles pediram que Chiros idéia era, porque ele queria tanto ter uma parte em fazer este jogo para crianças. Nisino disse-lhes que nunca Chiro lhe disse muito sobre ele, além de alguns detalhes de vez em quando. Ele queria inserir um Pokemon especial no jogo, é completamente diferente de todos os outros. Ele serviria como um extra, uma espécie de lugar de emoção para o jogador. Ele não era, contudo, ausente Não. Não poderia ser. Com o tempo de jogo gravado nos cartuchos, era impossível para que as crianças têm tempo para responder a essa Pokemon.

Nisino, durante toda a conversa, parecia quebrar ainda mais com cada pergunta. Os detetives empurrou-o cada vez mais, buscando através de sua mente para todo e qualquer pedaço de conhecimento que este homem não tinha jogo e Chiro ... e intenções Chiros ...

Foi quando perguntaram sobre as notas encontradas na casa Chiros que ele arrebentou. De sob a Nisino estava sentado no sofá, ele sacou uma pistola, apontando-o diretamente para a polícia quando recuando alguns passos. Então, tão rapidamente, ele trouxe a arma para seu rosto.

Não me siga ... murmurou Nisino como ele enfiou o revólver na boca e puxou o gatilho. Foi rápido demais para a polícia a reagir. Isso foi feito. Nisino havia se matado, repetindo um pouco diferente do que foi escrito em um dos papéis Chiros ...

Parecia que tudo leva finalmente morreu. A equipe que criou o jogo original estava se separando, cada vez mais difícil de encontrar. Era como se eles estivessem mantendo um segredo. Quando a polícia finalmente conseguiu falar com alguém que teve as peças do jogo, mesmo os designers personagem obscuro ou designers monstro, parecia que não tinha nada de interesse para dizer. A maioria deles nem sabia Chiro, e os poucos que o fizeram só o vi uma ou duas vezes a trabalhar no jogo em si. Ao longo de toda esta confirmação só tinham era que Chiro era realmente o único que havia trabalhado nas partes iniciais do jogo.

Tinha sido um par de meses após o suicídio original crianças ea taxa de mortalidade caiu dramaticamente. Parecia que o jogo não estava mais dando quaisquer efeitos nocivos às crianças. A chamada de volta dos jogos que estava previsto foi cancelado, pois parecia que o jogo já não era prejudicar os filhos. Eles tiveram começou a pensar que talvez Takenori estava certo e era tudo apenas uma coincidência muito estranha, ou a histeria em massa ... Até que recebi a carta.

Foi dada a um dos detetives se, muito diretamente para a rua. Era uma mulher que lhe deu a nota, uma coisa muito frágil, magro, doente procura. Ela deu-lhe a carta rapidamente, dizendo-lhe que era algo que ele precisava ver, e sem esperar por uma resposta ou outra palavra, ela desapareceu na multidão. O detetive levou para seu escritório, e chamando os outros, trouxe-o e leu em voz alta.

Era uma carta escrita por Chiro si mesmo, mas não era encontrado em seu apartamento. Eles haviam revistados e limpou o lugar, onde quer que esta carta tinha vindo, não era mantido em sua casa. Foi assinada a dar Nisino. Ela começou muito formal, um Olá, como você, que diz respeito à família, e tal. Após um ou dois desses pontos normal, eles chegaram a um ponto que solicitou Nisino para buscá-lo na equipe do jogo, para conseguir-lhe uma posição de programação em Pokémon Red e Green.

Como a carta continuou, o manuscrito parecia crescer mais agitados. Ele falou sobre uma idéia gloriosa que ele tinha, uma maneira de programar algo despercebido em qualquer jogo antes. Ele disse que certamente revolucionar não só a indústria do jogo, mas todos. Ele passou a dizer que era um procedimento muito simples de programar essa idéia para o jogo. Ele nem sequer tem que adicionar qualquer tipo de programação estrangeira, mas poderia usar o que já foi dada no próprio jogo. Isso, os detetives acordados, tornam impossível detectar quaisquer obscuridades na programação em si. Foi uma maneira perfeita para esconder o que quer que isso era.

A carta terminava abruptamente. Não houve adeus, sem dizer oi para a família, não escrever de volta, ou de agradecimento. Nada disso. Era apenas o seu nome, escrito duro na carta em que o papel quase quebrou. Foi apenas seu nome. Miura Chiro.

Este foi o prego no caixão para os detetives. Eles não tinham mais suspeita sobre a causa. Chiro tinha programado algo nas partes iniciais do jogo, algo enlouquecedor. Para aumentar ainda mais esse filão de sucesso, eles descobriram que a equipe de programação tinha trabalhado em pares, mesmo se Chiro. Ele tinha trabalhado com outro programador, Sousuke Tamada.

Se alguém sabia qual é o segredo deste jogo foi, Sousuke viria a ser o homem. Esta era sua última esperança de desvendar esse mistério de uma vez por todas.

Eles aprenderam Sousuke tinha fornecido um monte de programação para o jogo, e parecia ser uma média, bom rapaz e trabalhador. Eles foram facilmente permitido em sua casa, um lugar justo, e que entrou em sua sala onde se sentaram. Sousuke não sentar-se, no entanto. Ele estava perto da janela do piso do segundo andar, olhando para a rua movimentada. Ele estava sorrindo um pouco.

Não há testemunhas diretas dos acontecimentos que se seguiram. A única coisa que a partir desta conversa que manteve foi encontrado em um gravador de voz na mesa na frente dos dois detetives estão designados para falar com Sousuke. O que se segue é a gravação inédita:

Sousuke Tamada, que parte você teve nos jogos Pokémon Red e Green, perguntou o detetive em primeiro lugar.

Eu era um programador. Sua voz era leve, simpática, quase demasiado simpática. Isso é tudo.

Estou certo de saber que os programadores a trabalhar no jogo trabalhou em equipes, perguntou o detetive.

Pode-se ouvir a voz dos pés se movendo no chão um pouco. Você estaria certo, disse Sousuke depois de um momento de silêncio.

E seu sócio, seu nome era - O detetive foi rapidamente cortada por Sousuke voz misteriosa.

Miura Chiro ... Esse era seu nome. Miura Chiro.

Outro silêncio. Parecia que os detetives estavam um pouco preocupado sobre esse homem. Você poderia nos dizer se Muira sempre agiu estranho em tudo? Qualquer determinados comportamentos que você observou ao trabalhar com ele?

Sousuke respondeu-lhes. Eu não conheço muito bem, realmente. Nós didnt encontrar-se com freqüência, só de vez em quando para trocar dados, ou quando todo o grupo foi chamado para uma reunião ... Isso as vezes que eu realmente nunca vi. Ele agiu normal, tanto quanto eu poderia dizer. Ele era um homem baixo, e acho que isso afetou sua consciência .. Ele agiu mais fraco do que qualquer outro homem que conheci. Ele estava disposto a fazer um monte de trabalho para obter o reconhecimento, isso eu sei. Eu penso que ...

Silêncio. Sim, perguntou o detetive, empurrando para ele continuar. Você acha o quê?

Eu acho que ele era um homem muito fraco. Eu acho que ele queria provar a si mesmo, independentemente do ponto ... Acho que ele quis fazer-se conhecido por algo especial, algo que faria as pessoas se esquecem de como ele estava e prestar atenção à mente poderosa que estava dentro de seu crânio .. Infelizmente para ele, no entanto .. heheh .. Ele não tive muita cabeça para fazer o backup que o raciocínio.

Por que você diz isso? Perguntou o detetive segundo.

Bem, a sua verdade simples, Sousuke respondeu rapidamente. Seus pés podem ser ouvidas movendo-se através do chão. Ele era nada de especial, mesmo se quisesse acreditar que sim. Você não pode tornar-se grandeza, mesmo se você acreditar. É impossível ... De alguma forma, eu acho que Chiro sabia que ele mesmo, em algum lugar no fundo lá, ele sabia disso.

Os detetives ficaram em silêncio novamente, não sabe como conduzir a conversa. Depois de um momento, eles continuaram. Você pode nos dizer o que Chiros parte do jogo foi? O que ele fez trabalhos sobre exatamente?

Sousuke responderam mais rapidamente do que antes. Nada ... Quer dizer, nada de importante. Trabalhou em algumas partes obscuras do começo do jogo. Uma pausa, e depois um pouco mais de informação. Fazia parte Oaks para ser exato. Trabalhou em algumas das partes Oaks ... Quando hes primeira visita, você vê ..

O que mais? Empurrou o policial. Eles podiam ouvi-lo em voz Sousukes. Ele sabia alguma coisa. Nós sabemos que você sabe sobre as crianças e as mortes. Sabemos que foi Chiro quem fez isso. Ele programou algo no jogo.

O que você está insinuando? Perguntou Sousuke. Parecia que ele estava tentando manter a sua voz.

O que significa que foram desde o seu parceiro seu, se você está escondendo algo de nós, então você pode tanto ser responsável por essas mortes de crianças como Chiro é ele mesmo!

Você não pode provar nada! Sousuke gritou.

Diga-nos o Chiro fez com o jogo! Gritaram de volta.

O que eu disse para ele.

Silêncio. O silêncio completo.

Você quer saber, hein? Perguntou Sousuke, finalmente, quebrar o silêncio assustador, mas substitui-lo com sua voz. Você quer saber o que é isto tudo? Chiro era um idiota. Hed fazer qualquer coisa por um pouco de atenção, nada. Ele não podia programa vale uma mer** qualquer. A única coisa que ele poderia fazer, porém, era ser manipulado. Você poderia dizer o que fazer, e hed fazê-lo. Ele wouldnt mesmo questioná-la, hed fazê-lo. Apenas para ouvir que agradecer a você quando você recebeu o produto final, que era a sua fundamentação. Isso é tudo o que ele queria.

Dois cliques de que as armas poderiam detetives ouvida.

Eu poderia controlar sua impecável. Hesa muito parecido com Takenori ... É claro que nenhum de vocês sabiam disso, mas eu era o único que trouxe a idéia do jogo, a idéia de toda a operação. Eu apenas disse o colega o que fazer, e ele me seguiu, sem dúvida. Ele não sabe nada, assim como Chiro.

Um som de uma abertura da janela podia-se ouvir, siga pelos detetives.

Não mover ou atirar bem!

Deixe-me contar-lhe sobre um mecânico do jogo, continuou Sousuke. Sua voz era mais apressado, mas ele ainda declarou que astúcia. Considere isso uma dica, ok? Se você anda em torno de áreas gramadas o bastante para um Pokemon aparecerá e você terá a chance de ir para a batalha com ele. Itsa parte necessária do jogo em geral, você vê?

Passo longe da janela! Nós não avisá-lo de novo!

No início do jogo você tem que caminhar para a área gramada antes Oak aparece e você recebe o seu primeiro Pokémon, me entende? Sob circunstâncias normais, foi programado que, apesar de você está em uma área gramada, não Pokemon spawn ... Eu fi-lo diferente. Eu manipulei que Chiro, disse-lhe o que colocar no programa, deu-lhe todas as instruções sobre como fazê-lo, e ele fez isso com perfeição. Sua rara, mas pode acontecer .. Pisando em que a grama, pode gerar ...

Sousuke, nós não queremos atirar!

Atire em mim? Souske perguntou, rindo, ao mesmo tempo. Atirar em mim? Você é tão idiota quanto Chiro era! Depois que ele descobriu a verdade, ele tinha que terminá-la! Foi culpa dele, afinal! Ele atirou por causa disso! Se você está tão determinado a concluir que o caso de vocês, se vocês querem saber, o jogo maldito por si mesmo! Gire a roda e, quem sabe? Talvez você aprenderá o segredo para si!

Um tiro pode ser ouvido, alto o suficiente para distorcer o áudio. Sons de gritos, murmurando podia ser ouvida. A tabela do gravador estava caiu. distorções Ear ruptura. Silêncio. Então, rindo. Sousuke estava rindo, e depois palavras. Vem me seguir ... Venha e siga-me ... E depois nada.

O gravador continuou a gravar até que a fita acabou. Não havia mais nada sobre ela. A polícia chegou ao local rapidamente e, para seu horror, descobriram Sousuke e os dois detetives mortos. Eles tinham todos sido baleado, mas não após o esforço. Os detetives tinha sido baleado várias vezes, pelo menos dez cada um, antes de morrer após ser baleado em entre seus olhos. Sousuke se tinha claramente morreu de dois tiros no peito, direto no coração.

Este jogo estava a causar um massacre. Pelo menos uma centena de crianças foram mortas. Nisino, o amigo unexpecting, morto. Chiro, o brinquedo manipulado morto. Os dois detectives, morto. E agora, mesmo o criador, a causa desta atrocidade, Sousuke, morto. Este jogo foi muito alongamento sobre suas intenções originais. Ele estava matando todos os que se envolveram.

O detetive levar decidiu colocar este caso fora. O homem que cometeu o crime estava morto, portanto não havia mais razão para continuar o caso. Todas as provas, todos os cartuchos, todas as notas, todas as letras, eles foram trancados, mantidos na escuridão, onde pertencia. Houve conversas sobre a coisa toda, conversas pequenas de vez em quando, mas ao longo dos anos, mesmo estas começaram a desaparecer. Eventualmente, o caso foi apenas uma lembrança na mente daqueles que experimentaram em primeira mão.

Dez anos se passaram. 27 de fevereiro de 2006 foi a data. O detetive da ligação, o homem que trancada a dez anos original provas anteriores, lembrou-se do evento terrível que ocorreu. Embora ele não estava mais na força, ele ainda tinha acesso a arquivos e foi ajudado quando poderia. O lembrete do evento fez com que ele olhe para trás, para abrir o recipiente selado que realizou todas as provas recolhidas.

Ele lê as cartas e as notas. Lembrou-se da mulher que lhe apareceu na rua que um dia, e entregou-lhe a carta que o que levou à mudança de todo o processo. Ele perguntou quem era, e onde ela tinha vindo. Talvez ela fosse a mãe Chiros ... ou talvez Sousukes. Era tarde demais para exercer qualquer um desses. Longe .. tarde demais

Vedação do recipiente, novamente, viu um segundo logo atrás dele. Puxando-o, leu a nota em cima dela. Evidência # 2104A Abriu-se, e olhou para dentro. Encher o recipiente eram exatamente 104 Pokemon Red e Green cartuchos, cada um em perfeito estado, intocado desde o dia em que tinham passado os verificados há dez anos.

Ele chegou e puxou para fora, Pokemon Vermelho. Ele não haviam visto um em um tempo. Ele não sabia o que ele achava que vem, mas ele chegou em sua mesa e tirou um velho Game Boy. Ele recebeu, há muito tempo, mas ainda funcionava. Foi de seus filhos, mas ele tinha morrido há alguns anos atrás. Sua esposa foi embora também. Isso era então embora. Saltando no cartucho na parte traseira do Game Boy, ele girou sobre o sistema.

A tela de título. Em seguida, a opção de continuar ou iniciar um novo jogo. Tanaka. Esse era o nome da criança, aquele que jogou primeiro. Ele provavelmente foi morto, juntamente com todos os outros. Ele pressionou New Game, e comecei um novo jogo. Era normal, em média. Ele andava, falava com sua mãe, foi para fora. Ele começou a caminhar em direção ao gramado.

Em sua cabeça, ele ainda podia ouvir as palavras Sousukes. Mesmo que ele não estava lá, apesar de ele nunca tinha visto o homem em sua vida, ele ainda podia vê-lo, ouvi-lo. Vem me seguir.

Ele estava ficando cada vez mais perto, apenas um passo ou dois de distância.

Gire a roda e, quem sabe? Talvez você aprenderá o segredo para si!

Ele entrou na grama. A tela não fez nada no início. Absolutamente nada. Ele apenas ficou lá, e assim o fez o detetive, completamente congelado, como se o tempo tivesse parado só para eles. A tela ficou preta. e, em seguida, acendeu outra vez, o fundo verde icónica com texto preto aparecendo.

Os detetives conduzir olhos cansados arregalaram. Ele não poderia deixar de ler o que estava ali na frente dele.

Venha e siga-me, vem e segue-me, vem e segue-me. I miss you dad, eu sinto saudades do meu marido, eu sinto tanto sua falta.

Lágrimas formaram-se em seus olhos, caindo pelo rosto. Telas e telas de texto apareceu e ele rapidamente clicado o botão A para continuar. Era sua esposa e seu filho. Eles estavam falando com ele, chamando-lhe, chorando com ele. Eles queriam vê-lo, que o amava, ele amava.

Eu também te amo, murmurou o homem em uma rouca, arranhando voz.

Vem me seguir, torna-se novo outra vez. Queremos vê-lo e prendê-lo e estar com você para sempre e sempre e sempre e sempre.

E sempre e sempre ...

Não fique longe. Você pode ver nos demais .. Estamos com saudades .. Vem me seguir. We love yo -

Uma tela preta. Os olhos arregalaram os detetives, deixando cair seu queixo. A tela se iluminou para cima, e Oak estava levando-o para fora da grama. Vem me seguir, disse Carvalho.

NÃO! Gritou o homem, deixando o jogo no chão. Ele caiu rapidamente para a frente, atingindo-lo, trazendo de volta a tela de seu rosto. Trazê-los de volta, trazê-los de volta para mim! O jogo continuou como de costume, não respondendo ao detetive em tudo. Minha esposa, meu filho, me escute! Trazê-los de volta para mim, eu disse!

Vozes ... Ele ouviu vozes, centenas de vozes. Ele virou-se de sua cadeira, olhando para trás, e de pé em seu pequeno quarto são crianças, muitas crianças. Alguns não tinham olhos, alguns tinham anéis em torno de suas gargantas, alguns foram queimados em todo seu corpo. Eles estavam gritando, chegando em sua direção.

Trazer de volta a minha mãe, meu pai trazer de volta, trazer de volta o meu animal de estimação! Todos eles gritaram, chegando para o jogo, suas bocas com horror e dor. Eu não quero que eles vão embora, trazê-los de volta para mim, trazê-los de volta para mim!

Não! Gritou o detetive. Sua mina! Minha família está aqui, não toque-o! Horror estava em seu rosto.

Venha e siga-me ... disse uma voz. O detetive olhou para conduzir, e no canto de seu quarto, ao lado de uma mesa velha, foi Sousuke. Ele ficou na esquina, alto, bonito, limpo. Um sorriso no rosto, estendendo-se em seu rosto. Vem me seguir ...

O detetive levantou-se levar, pisando para trás, tentando forçar as crianças longe rastejar em direção a ele, estendendo a mão para o jogo realizado rigorosamente dentro de suas mãos. Wh-o que está acontecendo aqui? O que está acontecendo?! Onde está a minha família!?

Sousuke sorriu generosamente. Eu te mostrarei. Ill ajudá-lo a ficar longe deles, você vê? Apenas siga-me. Sousuke estendeu a mão, e abriu uma gaveta na mesa de idade. O detetive de chumbo, atravessando a multidão de crianças, tentando se afastar, olhou para dentro.

Localização lá, coberto de poeira, era uma arma velha a partir de quando ele estava no vigor. Ele não tinha usado a arma em muitos anos, e colocou-a fora, não querendo lembrar as coisas que ele tinha a ver com isso. Mas agora não viu isso como algo que causou a dor ou o que matou. Foi brilhante, foi luz. Era algo que poderia libertá-lo.

Apenas siga-me, disse Sousuke, pegando a arma e colocá-lo na mão detetives chumbo. Ele formou a sua mão para segurar a arma, em seguida, trouxe-o até seu templo. Basta puxar o gatilho. Isso é tudo.

O detetive virou-se levar. As crianças estavam rastreando-o, agarrando suas pernas e puxando-o. Eles chegaram para o jogo. Ele se virou para trás para Sousuke, e sorriu.

Minha família ... Ill segui-lo. Ele puxou o gatilho. Bang. Seus cérebros espalhar a parede como ele caiu no chão, morto.

Foi poucos dias antes de o corpo foi descoberto. Ele estava deitado no chão, sangue por toda parte. Em uma mão uma arma vazia, e no outro foi um clássico com o Game Boy Pokemon Red nas costas. A bateria tinha morrido muito tempo, e apenas uma tela preta vazia foi deixada.

Este foi o assassinato final que as autoridades ainda permitiria. O detetive passado que nunca foi uma parte deste processo realizado pessoalmente todas as 104 cartuchos de distância, e queimaram todos eles, certificando-se não um único sobreviveu. Não haveria mais nenhuma provocação.

No entanto, este não é o fim da história. O código foi dito ter sobrevivido, e foi mesmo transferida para outras versões dos jogos. Se você tem um jogo Pokemon velho, você pode colocar o cartucho na parte traseira do Game Boy clássico, por sua vez no sistema, e gire a roda quem sabe? Talvez você aprenderá o segredo para.

_____________________________



E agora, sobre pokemon Black (feito por fãs)

Citação :
Após iniciar o jogo e escolher seu starter (Bulbasaur, Charmander ou Squirtle) você notaria um outro Pokémon no seu inventário – “Ghost”. Ele estava no nível 1, possuía o sprite dos fantasmas da Torre de Lavender e apenas o ataque “Curse” (maldição). Em uma batalha, o Pokémon defensor não podia atacar o Ghost – apenas a mensagem de que o Pokémon estava assustado de mais para atacar apareceria.

Quando Curse era usado, a tela ficava negra e o grito do Pokémon era ouvido de maneira distorcida. A cena da batalha reapareceria, mas o Pokémon adversário não estaria mais lá. Após o fim da batalha, o treinador teria uma Pokebola a menos no inventario, representando, talvez, o fato daquele Pokémon ter morrido.

O mais estranho é que, após receber o dinheiro da vitória, como em todas as batalhas, a cena de batalha reapareceria e o jogador poderia escolher “run” e terminar a luta normalmente ou usar “curse” novamente. Nesse caso, ao voltar para o cenário do jogo, o sprite do treinador adversário teria desaparecido e, mais tarde, uma tumba como aquelas encontradas na Torre de Lavender estaria no seu lugar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Joam
Admin


Mensagens : 2292
Registro : 18/01/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   30/09/10, 11:40 am

Google tradutor owna hein?

Ainda gosto de pokemon Hee
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Löwen
Member
avatar

Mensagens : 1153
Registro : 15/05/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   30/09/10, 11:47 am

Como esse povo é exigente...

Não fui eu que coloquei no google tradutor -.-
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arokenerr
Staff
avatar

Mensagens : 1496
Registro : 20/05/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   30/09/10, 02:11 pm

Ninguém te acusou disso Low...pelo menos não diretamente

Ainda gosto de Pokemon



_________________________________________________
"Somos amigos em terra,
Somos amigos no mar,
Estamos juntos na Guerra,
Estamos juntos no bar!"
-Matanza

"I'm going on an adventure!"
-Bilbo Bolseiro


Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.entranesselink.blogspot.com
†Sans؆
Member
avatar

Mensagens : 1006
Registro : 02/02/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   30/09/10, 02:28 pm

agora é minha vez

peguei de algum lugar no google xD
Havia um caçador na mata, que, após um longo dia de caça, estava no meio de uma imensa floresta. Estava escurecendo, não sabendo o que fazer, ele decide andar em uma única direção até achar um lugar bom para ficar. Depois do que pareceu horas, ele chegou à uma cabana localizada em uma abertura da floresta. Percebendo que já estava escuro demais, ele decide ver se poderia ficar por aquela noite. Ele se aproximou e olhou pela abertura da porta. Não havia ninguém dentro. O caçador entrou na casa e se deitou na cama de solteiro, decidido que se explicaria para o dono na manhã seguinte. Ele olhou em sua volta e foi surpreendido ao ver que as paredes eram decoradas por vários retratos, todos pintados com incríveis detalhes. Sem excessão, eles pareciam estar olhando para ele, eles pareciam moldados com feições retorcidas em ódio. Olhando para os retratos ele ficava imensamente desconfortavel. Fazendo esforço para ignorar os rostos raivosos, ele se virou para a parede, e exausto, caiu no sono.

Com o rosto enfiado em uma cama desconhecida, ele se vira cegado por um inesperado raio de sol. Olhando para cima, ele descobre que a cabana não tinha nenhum retrato, apenas janelas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ridrick
Member
avatar

Mensagens : 1103
Registro : 07/04/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   30/09/10, 02:38 pm

†Sans؆ escreveu:
agora é minha vez

peguei de algum lugar no google xD
Havia um caçador na mata, que, após um longo dia de caça, estava no meio de uma imensa floresta. Estava escurecendo, não sabendo o que fazer, ele decide andar em uma única direção até achar um lugar bom para ficar. Depois do que pareceu horas, ele chegou à uma cabana localizada em uma abertura da floresta. Percebendo que já estava escuro demais, ele decide ver se poderia ficar por aquela noite. Ele se aproximou e olhou pela abertura da porta. Não havia ninguém dentro. O caçador entrou na casa e se deitou na cama de solteiro, decidido que se explicaria para o dono na manhã seguinte. Ele olhou em sua volta e foi surpreendido ao ver que as paredes eram decoradas por vários retratos, todos pintados com incríveis detalhes. Sem excessão, eles pareciam estar olhando para ele, eles pareciam moldados com feições retorcidas em ódio. Olhando para os retratos ele ficava imensamente desconfortavel. Fazendo esforço para ignorar os rostos raivosos, ele se virou para a parede, e exausto, caiu no sono.

Com o rosto enfiado em uma cama desconhecida, ele se vira cegado por um inesperado raio de sol. Olhando para cima, ele descobre que a cabana não tinha nenhum retrato, apenas janelas.



KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Pelo que eu entendi, ele acabou expulsando os donos da casa, e isso me fez rir.

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Teddy
Member
avatar

Mensagens : 474
Registro : 05/04/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   30/09/10, 05:06 pm

Nem li o negócio de Pokémon 8)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Löwen
Member
avatar

Mensagens : 1153
Registro : 15/05/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   30/09/10, 06:28 pm

Arokenerr escreveu:


Ainda gosto de Pokemon


Joam escreveu:

Ainda gosto de pokemon

Quem disse que era pra fazer vocês deixarem de gostar? ._.

@Sanso

Não entendi ._.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arokenerr
Staff
avatar

Mensagens : 1496
Registro : 20/05/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   30/09/10, 08:12 pm

O texto di\ia que a gente ia parar de gostar...

Quanto ao ttexto do Sanso, mas como tu não entendeu?

_________________________________________________
"Somos amigos em terra,
Somos amigos no mar,
Estamos juntos na Guerra,
Estamos juntos no bar!"
-Matanza

"I'm going on an adventure!"
-Bilbo Bolseiro


Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.entranesselink.blogspot.com
Löwen
Member
avatar

Mensagens : 1153
Registro : 15/05/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   30/09/10, 09:10 pm

Ahm...

Agora uma sobre unowns






Escolhas
Eu não me lembro exatamente quando eu percebi que os Unowns estavam soletrando palavras. Mas eu me lembro muito bem do que me fez prestar atenção a eles.

Estava com a mentalidade de capturar o alfabeto inteiro. Passava muito tempo com os Unowns, e as palavras acidentais pareciam bastante normais. Comecei a prestar atenção quando seis em cada fileira começaram a anunciar S. I. L. V. E. R. Após eu ter capturado o R, meu rival apareceu. Bem ali, nas ruínas desconhecidas. Eu não havia nomeado meu rival como Silver, e ele nunca tinha estado lá antes... mas lá estava ele.

Uma batalha começou, e para minha surpresa, seu nome surgiu como Silver, ao invés do nome que eu tinha dado a ele. Fui rápido o suficiente para vencê-lo, e ao perder a batalha, ele disse "...." e desapareceu. Esse foi o começo. Eu procurei na internet por glitches, ou eventos especiais, ou extras escondidos no jogo que eu poderia ter experimentado. Não havia nenhum. É por isso que estou escrevendo isso. Se acontecer com você, não seja tão ingênuo quanto eu. Depois disso, os Unowns apareceram de forma aleatória, o que foi bem frustrante. Até que me lembrei que, momentos antes, eu havia ligado o rádio. Assim, com a reprodução de sinais secretos, a minha busca pelo alfabeto continuou e os Unowns voltaram a me contar coisas.

R. A. I. K. O. U

Assim que o U. foi derrotado, fui procurar o Raikou nas ruínas, mas ele não estava lá. Eventualmente, eu deixei as ruínas um pouco desanimado... Quando o sprite dele estar fora das ruínas. Eu iniciei a batalha com o Raikou nas ruínas, ele era fácil de capturar. Mais fácil do que deveria ter sido, eu pensei. Em minha mente, isso era muito divertido. Eu tinha descoberto um novo evento especial que ninguém sabia! Mas os Unowns estavam apenas começando a chamar minha atenção sobre o Raikou. Eles tinham coisas importantes a dizer.

T. R. A. P. E. D

Preso? Foi mal escrito, mas talvez tenha sido para encaixar nas caixa de 6 letras. Preso onde? A tela estremeceu, e um barulho muito alto ecoou. Uma caixa de diálogo apareceu, dizendo: "Um terremoto bloqueou a entrada!". O que? Há realmente uma boa parte da história neste jogo que NINGUÉM sabe? Porque isso não apareceu no livro guia? Com certeza, a escada foi inútil. O próximo Unown que encontrei era shiny;

F

Apesar de já ter essa letra, quem pode resistir a um Pokemon shiny? As cinco seguintes também foram brilhantes. R. E. E. Z. E.

Eu cometi um erro ao pegar todos eles, a ganância para pegar Pokemons shiny me fez assumir a mensagem. Freeze? Depois disso, a música começou a soar estranha, então fui para o pokegear checar o rádio. O sinal dos Unowns não estava mais ativo. Eu verifiquei as outras estações e, para meu espanto, todos estavam em estática. Isso foi demais. Eu parei de jogar e voltei a internet para procurar uma explicação sobre essa descoberta, mas não encontrei nada. Os alto-falantes do meu computador não estavam funcionando direito por algum motivo, mas resolvi deixar para consertar mais tarde. Não havia ninguém no messenger para falar sobre o meu jogo estranho. Nenhum e-mail novo, nada foi atualizado, então eu voltei a jogar Pokemon.

O rádio estava funcionando, apenas uma transmissão.

"OAK: Houve avisos sobre isso, mensagens desde os tempos antigos. Nós não prestamos atenção a isto. Ele nos avisou. Nós não ouvimos....."

Os Unowns, ele deve estar se referindo aos Unowns. Qual seria sua próxima mensagem? Será que eles me dirão como sair?

E. S. C. A. P. E.

Escapar? Eu estava tentando, mas era inútil! Não, espere. Corda de escape? Era tão óbvio que me senti um idiota por não pensar nisso antes, e usei uma corda de escape. É claro, ela me levou para fora das Ruínas. A cena não foi muito diferente, porém, o lugar estava coberto. A grama alta estava por toda parte, e os próprios edifícios pareciam destruídos.

Fui para a casa dos investigadores, pelas ruínas, ela ainda estava de pé e eu não fazia ideia do que fazer. Dentro estava em silêncio. Os sprites dos pesquisadores estavam onde sempre estiveram, mas era impossível de interagir com eles. Um deles, sentado à mesa, tinha a opção "Push"? Aparentemente, quando eu tentei falar com ele, apareceu "Sim" e "Não". Eu escolhi "Sim". O sprite mudou um quadrado para cima, mas ficou exatamente como era.

Sai da casa, salvei e desliguei o jogo para uma pausa. Ele estava começando a ficar estranho. No dia seguinte, as coisas tomaram um rumo pior. Ninguém falava comigo, ninguém me respondia... Na verdade, eles não estavam nem se movimentando. Na rua, no café local, as pessoas permaneciam quietas, como se o tempo estivesse parado, eles não estavam se movendo, ou mesmo respirando. Havia uma mulher que estava no ponto de ônibus, e eu decidi empurrá-la, só para ver o que aconteceria. Ela caiu, como um manequim, bateu dura no chão... e sangue derramava de sua cabeça.

Em pânico, corri para casa e voltei a jogar Pokemon. Eu tinha acabado de sair da casa dos investigadores. O Professor Oak estava lá fora, um ponto de exclamação apareceu sobre sua cabeça e ele veio até mim. "Um sobrevivente! Qual é o seu nome?". Duas opções surgiram; eu poderia escolher o meu nome de jogador, ou "novo nome". Eu escolhi meu nome de jogador, e o Oak saltou para trás. "Você... eles falam com você." E o sprite dele fugiu.

Sem ter ideia do que estava acontecendo, eu vagava sem rumo. A maioria dos edifícios estavam arruinados, obviamente. Nenhuma das pessoas me respondiam, embora um ou dois tinham a opção "Push", se estivessem na minha frente. Não havia nenhum Pokemon selvagem. Também não havia animais para serem ouvidos no mundo lá fora. Frustrado, voltei para as Ruínas dos Unowns, tentando conseguir outra pista. Depois de tentar andar a cada entrada, o que normalmente vai para o Puzzle Room, imediatamente coloquei no rádio, na esperança que os Unowns me dissessem alguma coisa.

Parece loucura, não é? Acreditar que os Unowns estavam falando comigo? Mas eles estavam.

C. H. O. O. S. E

Escolha. Ok! Escolher o que? Qual foi a minha escolha? Dois buracos foram abertos no chão do Puzzle Room, e ouvi as portas dianteiras e traseiras da minha casa se abrirem.

Caminhando ao redor da casa, com o jogo na mão, olhei as duas portas; tudo parecia normal fora delas. No jogo, nos dois buracos no chão, tudo também parecia normal.

L. I. F. E. O. R.

Lifeor? Isso não é uma palavra.

D. E. A. T. H. ?.

Um ponto de interrogação! Esqueci por um momento, eu estava animado ao ver o Unown raro que capturei... Vida... ou... Morte?

Não, isso não fazia sentido. A próxima pista com certeza iria me ajudar.

C. H. O. O. S. E

C. H. O. O. S. E

Isso é tudo que eles diziam. Então eu tive que escolher. Ambos os buracos pareciam o mesmo, então aproveitei as minhas chances e pulei em um. Toda a tela ficou preta, e em seguida, mudou para o vermelho, depois para branco. Uma caixa de diálogo apareceu dizendo:

"Você escolheu LIFE."

Meu coração estava martelando, e eu desmaiei.

Quando acordei, meu companheiro de quarto estava em pé ao meu lado, perguntando se eu estava bem. Havia uma música, e os carros lá fora. Eu sobrevivi! Eu era um sortudo. Meu colega de quarto disse-me que algo tinha acontecido lá fora, que uma mulher tinha sido atropelada por um ônibus ou algo assim.

Poucos dias depois, eu me atrevi a jogar Pokemon novamente, movido pela curiosidade em saber o que aconteceu. Mas a única opção que surgiu após a tela de abertura era "New Game". Eu escolhi não começar de novo, e o deixei sozinho. Desde então, eu doei o cartucho, juntamente com vários outros brinquedos velhos, para um brechó local. Quem tocar nesse jogo mais tarde, melhor ter certeza de escolher LIFE. Eu suspeito que a razão pela qual não havia nenhuma informação sobre isso, é porque ninguém antes de mim teve a sorte de escolher corretamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carlirium
Member
avatar

Mensagens : 411
Registro : 31/01/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   01/10/10, 07:41 am

LeonLöw. escreveu:

@Sanso

Não entendi ._.

O cara entra numa casa desconhecida, deita numa cama, olha para as paredes do quarto e vê uns retratos,desconfortavel com isso ele vai dormir.

Quando ele acorda ele volta olhar pros "retratos" e o que vê é que apenas são janelas...

Agora pense bem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Löwen
Member
avatar

Mensagens : 1153
Registro : 15/05/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   01/10/10, 01:09 pm

Uma sobre pokemon que peguei no creepy pasta do forum bgc


Citação :
Revenge

Com o lançamento de HeartGold e SoulSilver no começo deste ano, tentei procurar uma cópia do jogo original, Crystal, para comprar online. Eu não tinha jogado este jogo há, pelo menos, sete anos. Ele estranhamente desapareceu quando me mudei, quando criança. Eu vi um cartucho no eBay. Não tinha muita informação, muito menos uma imagem, mas não tinha postagem e o pacote dele custava apenas um dólar, então eu não tinha nada a perder se aquilo realmente não existisse.

Quando o jogo chegou, não estava em sua caixa original. Em vez disso, o cartucho estava apenas embrulhado. Parecia um cartucho do Crystal, um pouco transparente e azul, mas faltava a vinheta em que o título do jogo é impresso. Todavia, eu fui colocá-lo no meu Game Boy Advance SP cor-de-rosa. É cor-de-rosa porque eu sou uma garota, é claro.

Troquei o cartucho com o portátil ligado. Houve um ruído alto, e então o jogo começou normalmente. Quando a tela do menu foi aberta, a única opção era New Game, já que o jogo nunca havia sido tocado. Ao menos o cartucho me pareceu nesta condição. Então, eu cliquei em New Game. Ao invés de começar com o discurso do Professor, ele pulou direto para algum lugar que não existe nesses jogos. Ou pelo menos, foi o que parecia.

Foi a Mansão Pokémon dos jogos originais. A Mansão Pokémon em Cinnabar Island. A mesma Cinnabar Island que já não existia.
Eu era um personagem feminino, como eu queria ser, mas nesse eu não tive escolha. Numa inspeção minusciosa, o cabelo dela parecia de uma cor diferente do que eu originalmente lembrava. Ele era roxo escuro, e ela também não possuia mais um chapéu.

Eu andei em torno do edifício, ele não me deixava subir as escadas. A única outra coisa ali era uma cama. Eu andei em direção a ela e um cientista veio. Ele me disse para descansar, então eu estava deitada na cama. De repente, a tela ficou escura. Ficou assim por um bom tempo. Depois da transição, no mais puro silêncio, houve ruídos de alta-frequência, que quase soavam como gritos. É difícil dizer, como se o som estivesse em 8bits. Quando minha personagem levantou, o local estava coberto por machas vermelhas; sangue. A personagem estava encharcada também. Tentei andar por ai, mas não conseguia. O cientista parecia ter desaparecido também.

Apertei todos os botões, tentando conseguir algo, e pressionando Select, minha personagem saiu da cama. Mas, ao mesmo tempo, ela permanecia na cama. E ao contrário de antes, em vez de andar, ela parecia flutuar.

Eu pressionei Start, e minha personagem no menu se transformou em um sprite Ghost Pokemon. Isso me chocou um pouco. Eu andei até a porta, e de repente eu fui transportada para Lavander Town. Lá, no meio da cidade, havia uma lápide. Eu cliquei nela com o botão "A". Ela mencionou "R.I.P. CRYSTAL". Eu abri meu menu e olhei meu Trainer Card. O sprite do treinador havia se tornado um Misdreavus, e como eu suspeitava, o nome da treinadora era "CRYSTAL".

O cientista chegou até a lápide, e de repente desapareceu. Ele parecia correr duas vezes mais rápido que um personagem normal.
Minha personagem, sem controle, flutuou atrás dele. Assim que ela entrou em um pedaço de grama, um encontro ao acaso apareceu. Só que esse encontro não era "aleatório". O Pokemon era Mewtwo. Em vez de atacar, algumas linhas foram escritas.

"Você deixou eles te pegam, não é, CRYSTAL?"

Havia as opções "Sim" e "Não". Como eu não tinha certeza do que estava acontecendo, cliquei em "Não".

"Não minta para mim! Eu posso ver o que eles fizeram! Olhe para si mesma." Depois disso, o jogo parou por alguns segundos, e em seguida, a "batalha" continuou. "Você é apenas um objeto da ciência, como eu. Eu não sou real, e nem você. Você foi feito apenas a partir do minúsculo pedaço de DNA de outra coisa, e como não foi perfeita, eles te mataram. Você gostaria de se vingar? "

Eu cliquei em "Não" novamente e fui enviada de volta para o campo, com Mewtwo me seguindo.

Andei até o cientista aparecer novamente e, de repente, a tela da minha bag veio com um único item, "Knife". Cliquei nele, e pressionei seu uso. O ruído gritante apareceu novamente, e a tela voltou a ficar preta.
O grito foi ficando mais e mais frequente. Quando ele parou, eu estava na torre de rádio. Uma mensagem de texto apareceu.

"Por que destruiu a nossa casa? Nós fomos feitos para estar aqui... Todos que destruíram nossa casa se foram. Todos no mundo se foram. Matamos todos eles. Nós nos vingamos como você. Agora, todo o mundo se foi."
Neste momento, a tela ficou branca, com a minha personagem ainda lá. "Tudo se foi. Você também nos matou. Você é a única que sobrou. Porque matamos pessoas? Porque você nos ajudou? Agora, você terá o que merece!"

A personagem foi substituída por uma mancha de sangue, e depois o jogo parou. Eu nunca peguei esse cartucho novamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
†Sans؆
Member
avatar

Mensagens : 1006
Registro : 02/02/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   01/10/10, 02:02 pm

eses de pokemons sao fracos

prefiro e de nao-jogos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Joam
Admin


Mensagens : 2292
Registro : 18/01/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   01/10/10, 11:14 pm

pra mim são todos fracos e.e
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Teddy
Member
avatar

Mensagens : 474
Registro : 05/04/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   02/10/10, 09:30 am

Nossa, que forçado o dos Unowns... e_e
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Löwen
Member
avatar

Mensagens : 1153
Registro : 15/05/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   08/10/10, 04:32 pm

Contos japoneses fraquinhos...

Zashiki Warashi

Há muito tempo, havia uma grande hospedaria na pequena vila de Hachinohe (atual prefeitura de Aomori), localizada no norte do Japão. Naquela hospedaria, havia vários quartos e um, na parte dos fundos, especialmente bonito, junto ao jardim interno.

Certa ocasião, na hora do boi, um hóspede deitado, quase pegando no sono, viu a porta se abrir deslizando e um menino entrando no quarto. Aproximando-se do hóspede, a criança disse:

– Tio, vamos medir forças jogando braço-de-ferro?
O hóspede imaginou que o menino fosse filho do dono da hospedaria e havia vindo ao quarto para lhe dar as boas-vindas. Assim, brincaram algumas vezes jogando queda-de-braço. O incrível de tudo isso era que a criança tinha se mostrado muito forte, vencendo todas as partidas.
Na manhã seguinte, o homem comentou com o dono da hospedaria:
– Seu filho é muito forte, ontem à noite jogamos braço-de-ferro e eu não consegui ganhar nenhuma, por mais força que fizesse.
O hospedeiro olhou-o surpreso e disse:
– Mas, senhor, eu não tenho filho! De onde será que apareceu essa criança?!

Depois daquele dia, outros visitantes que também dormiram naquele quarto contaram que, à noite, uma criança aparecia pedindo para jogar braço-de-ferro. Interessante que nem o hospedeiro nem os empregados daquela casa haviam visto essa criança. Somente as pessoas que se hospedavam e dormiam naquele quarto podiam vê-la. Esse fato se espalhou pela redondeza, e todos passaram a comentar que naquela hospedaria morava um Zashiki Warashi.

(Zashiki em japonês significa quarto e Warashi, no dialeto da região de Aomori, significa “criança”, portanto Zashiki Warashi quer dizer “criança do quarto”. Muitas pessoas acreditam na existência dessas estranhas crianças que tanto podem ser do sexo masculino ou feminino, mas ninguém sabe definir se são fantasmas ou duendes. Existem muitos casos registrados no Japão e diversas situações em que as aparições desses seres se fizeram presentes. Nos dias atuais, existem várias casos ou lendas urbanas que falam da aparição desses seres nas grandes cidades).

A fama da hospedaria foi crescendo, e muitas pessoas que se julgavam fortes queriam pernoitar naquele quarto para jogar braço-de-ferro com o Zashiki Warashi. Outros que se julgavam corajosos queriam se hospedar simplesmente ver a criança. Assim, a hospedaria ficou muito disputada e os negócios foram de vento em popa, entrando muito dinheiro no cofre do hospedeiro, que se tornou um homem muito rico.

Com tanto dinheiro acumulado, o hospedeiro parou de trabalhar e deixou tudo por conta dos empregados. Assim, passou a levar uma vida folgada, com muitas festas e bebidas. Certo dia, quatro ou cinco anos depois, o dono da hospedaria estava sentado na varanda de seu estabelecimento e viu um menino andando no corredor.

– Quem é ele? – quis saber o hospedeiro.
E a criança saiu correndo para fora da hospedaria.
– Um menino que veio do quarto lá do fundo e foi embora – disse a mulher da limpeza.
Depois desse dia, a criança nunca mais apareceu para ninguém. Por isso, os hóspedes daquela casa foram diminuindo dia após dia e finalmente, alguns anos mais tarde, a hospedaria faliu.
Ninguém soube dizer porque a criança foi embora. Sabe-se apenas que, em outros lugares e situações, principalmente no norte do Japão, Zashiki Warashi tem aparecido, não só em hospedarias como em grandes hotéis e até em residências particulares. Há quem acredite que ele seja um deus que traz prosperidade e não faz mal a ninguém. O fato estranho e assustador é que, quando uma pessoa está sozinha na calada da noite, a porta do seu quarto se abre, e uma criança estranha lhe diz “boa noite”.

Se por acaso você está lendo essa lenda sozinho em seu quarto, preste atenção se não está ouvindo passos vindo na direção da porta.



Professora Rude

Por mais que os estudantes da escola estudassem, eles não conseguiam agradar a Professora, no dia da prova somente uma menina conseguiu acertar todas as questões. A Professora duvidando de sua inteligencia a culpou de "Colar", embora a menina negasse colar a professora muito rude lhe deu uma advertencia de 3 dias, sendo que quando voltasse iria fazer novamente outra prova (desta vez com a professora do lado). Passado os 3 dias, a menina voltou, sentou no mesmo lugar de sempre e começou a fazer a prova. Acabado a prova a menina se retirou e a professora começou a tentar achar erros na prova ... nada ... a menina acertou tudo. Havia uma observação no final da prova "EU NUNCA COLEI". A professora pegou o keitai (Celular), e ligou na casa dos pais da menina, para pedir desculpas (Se sentiu culpada, por ter sido tão rude). Quem atende é um parente da menina que lhe informa que a menina havia se suicidado a 3 dias.



Lenda das Moedas Japonesas

No Japão temos 6 tipos de moedas: 1 (It Yen), 5( Go Yen), 10(Ju Yen), 50(Goju Yen), 100(Hyaku Yen) e 500(Gohyaku Yen). Curiosidade, se juntarmos as moedas teremos 666



Lenda da Menina Risonha

Diz a lenda que para toda pessoa que tem medo de fantasmas essa menina aparece ... ela usa uma máscara com um enorme sorriso e assusta a pessoa. Existe uma maneira de fazer com que ela desapareça, é dizendo uma frase ... mas se eu disser perde a graça ...



Lenda da Bonequinha de Desejos

É muito comum aqui no Japão você encontrar bonecas orientais dentro de aquários. Elas são bonecas de desejos, a pessoa a compra e faz um desejo e assim que o desejo se realizar ela tem que jogar a boneca fora. Até aí tudo bem, o problema é que dizem que o cabelo da boneca cresce sozinho, ela pode mudar de posição dentro do aquário e várias outras coisas bem bizarras.






E agora um conto que achei muito interessante.


Memórias de um demônio

Eu vou contar um segredo,um segredo profundo, no qual não vais acreditar, pois essa é a única defesa humana contra minha presença.

Eu nasci como espelho. Há séculos não recebia esse direito,e na ultima vez que aqui estivemos, eu e meus irmãos, quase nada restou da humanidade.

Hoje, estou aqui,e por onde passo, tudo deteriora, no prenúncio da espada pendente sobre a humanidade.

Tudo o que você pode ver em mim, é a você mesmo.

Toda fantasia construída em anos desmorona devido ao desconforto da visão da minha pessoa.

A feia verdade que carregas dentro de ti, escondida,é o que aparece refletida no meu rosto.

Raríssimos são os me olham de frente e de verdade. Esses, são puros.

Os outros, não me vêem, nem me verão, pois estão condenados.

Viverão na sua mesquinharia e falsidade, até o dia do seu juízo.

E ao serem lembrados de que nos viram na terra, dirão que foram possuídos, amaldiçoados,injustiçados, e porão a culpa da sua vergonha em nós.

Para isso existimos.

Para distinguir, dividir como espada a natureza humana, entre aqueles capazes de amar ao todo, e os incapazes de amar.

Meus irmãos estão aqui, nesse momento terreno.

Não nos foi concedido o encontro ainda, e se nosso enigma não for descoberto, logo estaremos juntos novamente.

Para nosso prazer, e a sua aniquilação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
†Sans؆
Member
avatar

Mensagens : 1006
Registro : 02/02/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   08/10/10, 05:26 pm

\o/
ate que enfim foi atualisado

penseiq ue ia ficar entediado

blz mas coloca uns mais fortinhos

ate
e bom fds para todos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Löwen
Member
avatar

Mensagens : 1153
Registro : 15/05/2010

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   07/02/11, 01:25 pm

Ok, voltando com umas "curiosidades curiosas" sobre pokemon, depois posto algum conto mesmo...


* Artiuno, Zapdos, Moltres durr

* Ao contrário, Ekans é snake, Arbok é kobra, Girafarig é Girafarig e Rotom é motor. Já Muk, ao contrário...

* Raikou é o raio que caiu na torre, Entei é o fogo que se sucedeu e Suicune é a água que apagou o fogo

* Diglett pode aprender Slash. COM QUE GARRAS? BTW, o Diglett tem pés


* Hitmonchan usa o punho, como Jackie Chan. Hitmonlee uso os pés, como Bruce
Lee

* Uma teoria, diz que o Ditto é um clone do Mew que falhou, ambos os Pokémons sabem a técnica Transform, os dois tem a mesma cor e a mesma cor Shiny, tem o mesmo peso, e por isso que tem Dittos na Pokémon Mansion, onde o Mewtwo (Outro clone do Mew) foi criado, e na Cerulean Cave, onde mora o Mewtwo.







* Se você reparar, originalmente a imagem da Butterfree e do Venomoth estão trocadas. Observe como a Butterfree se parece com o Venonat com o corpo roxo, olhos vermelhos, antenas e boca.




* Voltorb é primariamente vermelho, cor atribuida à carga negativa, e sua expressão facial é negativa. Já electrode é o mesmo, porém branco e positivo.

* Pikachu é um rato, é do bem no anime e seu número é 25. Meowth é um gato, é do mal no anime e é o 52

* Cubones são Kanghaskans: se a mãe morre e o filho é pequeno, ele vai ficar junto ao corpo da mãe até apodrecer, quando pegará o crânio dela e o usará na cabeça, e um dos ossos para atcar. Repare que o crânio do Cubone tem o formato da cabeça do Kanghaskan. Quando evolui para Marowak, o crânio se funde em sua cabeça




* Kanto, Johto, Hoenn e Sinnoh são regiões no Japão

Spoiler:
 

* Quando você encontra o seu rival em Lavender, ele te pergunta se você já sofreu pela morte de um Pokémon. Depois ele batalha com você, sem o Raticate que ele usava nas batalhas anteriores.
Acontece que na batalha antes dessa, no navio SS Anne, o Raticate dele ficou seriamente ferido. Devido à multidão e confusão na saída, ele não conseguiu chegar no Pokémon Center a tempo e o Raticate morreu. A razão de você encontrar seu rival em Lavender é que ele foi lá em luto pelo Raticate morto.
Beleza, ele nunca te diz isso explicitamente e guarda a raiva de você dentro dele, em forma de motivação para se tornar o líder da liga. Assim que ele alcança o objetivo dele, ele é derrotado... por você. Logo após você recebe as congratulações do Oak e blábláblá. Resumindo: você mata um Pokémon dele, destrói sua inocência, acaba com os sonhos dele e rouba o amor do avô dele.

* O Wobbuffet é a cauda. O troço azul é um mecanismo de defesa usado para contra-atacar o oponente.



* Segundo a Pokédex, um garoto paranormal simplesmente acordou transformado em Kadabra. ("It happened one morning - a boy with extrasensory powers awoke in bed transformed into Kadabra.")

* O ginásio de Goldenrod é uma Clefairy.



* E sei que é old e é enorme, mas tá ae pra quem quiser ler a teoria do Ash em Coma, postado por vários users; original do /a/, traduzido para português
http://textbin.com/2163a
Se quiserem um mini resumo tá ae:
Pokémons não são fofinhos e lindinhos, podem ser bem agressivos, mas Ash está acostumado com Pokémons amigáveis já que tem um Mr. Mime em casa.
A enfermeira Joy e a policial Jenny são de Pallet e como Ash só teve contato com elas dessa profissão, ele as imagina em todo lugar.
Brock representa a sexualidade de Ash, enquanto Misty representa seu lado feminino; ambos estão em constante conflito.
Gary é o que Ash deseja ser. Gary queria ser o melhor, conseguiu isso, e depois retornou a uma vida normal.
A Equipe Rocket são as qualidades de si mesmo que Ash acha ser negativas mas está vindo a aceitar. Jesse e James querem agradar Giovanni, o pai de Ash, e Jessie engana o submissivo James em executar seus planos para conseguir isso. Os métodos da Equipe Rocket gradativamente ficam mais e mais engraçados/absurdos porque Ash é apenas uma criança imaginando essas coisas. Por isso todo mundo acredita nos disfarces da Equipe Rocket. Ele sabe que são eles (pelo menos no subconsciente), mas escolhe ignorar isso para que ele possa melhorar a si mesmo.
Pikachu representa a essência humana dele. Jesse e James vão sempre se opor a Ash porque o mero pensar de que sua humanidade está nas mãos de seu pai assusta Ash.



Última edição por Löwen em 07/02/11, 04:12 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pitte
Member
avatar

Mensagens : 918
Registro : 28/12/2009

MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   07/02/11, 02:16 pm

Posta mais coisa Low
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Horror]CreepyPasta e outros contos   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Horror]CreepyPasta e outros contos
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 7Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Lendas Urbanas e outros contos
» [Resolvido] É possível colocar vídeos de outros sites em tópicos?
» Por que no meu portal só aparecem os tópicos do fórum "noticias" e não do "outros" ?
» Links de outros fóruns em meu fórum
» Chamando outros programas no Game Maker

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Act 4 - The Saloon: Off-Topic :: Off-Topic-
Ir para: